Picture of arDaga - sanfter Tourismus
Logo Freiheits-Hexe
Ardaga logo

Sanfter und tiefgehender Tourismus in Südamerika

Reisen und Wandern und sensibles Kennenlernen der Chapada Diamantina, Brasiliens bzw. der spanischsprechenden Hemisphäre Südamerikas

Gentle and deep tours in South America

Traveling and trekking and sensitive approaching to the Chapada Diamantina, Brazil and the Spanish speaking hemisphere of South America


NOVO | NEW | NEU

ARDAGA-BLOG

Artigos e ensaios | Articles and reflections | Artikel und Überlegungen

“Welcome to Hell” (Bem-vindo ao Inferno)

Se confrontar os assim chamados “ideais olímpicos” e a realidade brasileira fica nítido a
não-idoneidade do país como sede. Mas certamente vamos ganhar, tanto o país como seu Comitê Olímpico, uma medalha de ouro na Corrupção. E outra na Violência. Não é a toa que têm policiais no Aeroporto do Galeão (no Rio) recebendo os turistas com uma faixa dizendo “Welcome to Hell” (Bem-vindo ao Inferno), veja http://forum.outerspace.com.br/index.php?threads/welcome-to-hell-de-janeiro.456036/
Leia na integra: Jogos-Olímpicos-no-Brasil.pdf    

Illustriertes Tagebuch einer Arbeitswoche ardaga-style

Dies ist ein (März 2016-) Live-Einblick in eine Indigene Graswurzel-Soli-Arbeitswoche. Jenes Arbeiten, für welches „nebenbei“ als Touriguide-Massschneider gearbeitet wird. Um nämlich das Soliarbeiten überhaupt finanzieren zu können.
Begleitet mich zu meinen Pycob(cate)jê-Leuten im Zentralen Westen Maranhão’s und von dort weiter durch eine der ganz normalen Odysseen, zum (vermeintlich) nächsten Arbeitsplatz.
Zum Bericht: Illustriertes Tagebuch einer Arbeitswoche
im ardagalichen Solistil (Homepage-Version).pdf


What is or how is Brazil?

People get their “knowledge” via a handful of news agencies and/or so-called “correspondents” who spend theirtime in front of a computer entrenched in their urban electro-fence and armed-guard protected high-middle class ghettos. No wonder thus that when I read readers’ comments on Brazil in the global press it’s more than enough to make my hair stand on end. It’s either pure fantasy, or a reflection of their ideological convictions or a parrot-fashion repetition of what they’ve read somewhere (in an often not less ideologically biased source). I thus wrote this article to offer helpful information to those who are genuinely interested in today’s Brazilian situation.
Learn more: OUT! ALL OF YOU!.pdf

O que é o Brasil? Como é?

Perguntas que muitos fazem. Sobre tudo estrangeiros. Mas também os
próprios Brasileiros. Basta pensar na grande canção “Que país é esse?”
(https://www.youtube.com/watch?v=CqttYsSYA3k) da banda Legião Urbana.
Escrevi um pequeno ensaio procurando dar resposta concisa (quase
impossível diante o tamanho deste gigante Brasil). E vou até um pouco
além do que é. Ao o que poderia ser: o contrário do que é. Se houver
mudança sistêmica. Uma saída radical. Como não só a mim parece
necessária diante o radicalismo com o qual um pequeno grupo tomou
refém o país e suas populações e destrói o que vier na sua frente.
Leia na integra: ¡Que se vayan todos!.pdf (Em Português)

O sumiço da água ocorre onde o homem mais interfere - A culpa é dos “selvagens” ou dos “civilizados”?

O assim chamado “Homem Civilizado” é o Câncer da Mãe Terra. Apesar de belas declarações em conferências que nem em Paris (COP 21) faz guerra total numa fúria organizada e orquestrada contra a Vida. Tanto na Chapada Diamantina, Bahia, onde tenho domicilio, quanto geralmente nas regiões brasileiras que melhor conheço: Nordeste e Norte e Centro-Oeste. O que mais lhe falta, ao “Homem Civilizado” é a sabedoria ética dos Genuínos Civilizados que nossa sociedade racista continua chamar pejorativamente de “Selvagens”.
Leia na integra: O sumiço da água ocorre onde o homem mais interfere.pdf


The so-called “Civilized Man” is the Cancer Mother Earth is suffering. Despite neat declarations throughout and after conferences like COP 21 at Paris he is furiously engaged in his total war against Life. Here in the Chapada Diamantina, inland Bahia, where I live and generally in the Brazilian regions I know best (Northeast, North, Center-west).
What this “Civilized Man” is lacking most is the Ethical Wisdom of the Genuinely Civilized who are still pejoratively called “Savages” by our racist society.
Learn more: O sumiço da água ocorre onde o homem mais interfere.pdf

Indigenous Land conflict in Brazil –
Support needed NOW!
Kariri-Xocó People fight for survival and their rights

The once ~5 to 6 million Indigenous People in Brazil are down to less than 1 million. And those brave survivors of a genocide machine of half a millennium are still being brutalized and deceived by state and parallel authorities. And while the media reports nothing on it, Indigenous people are fighting for survival, their legal lands and against spree killings right now. This is a brand new eyewitness report. And a plea for YOUR support!
Read the whole story: Kariri-Xocó Indigenous People fight for survival and their rights (Small size version).pdf

Os outrora cinco ate seis milhões de Indígenas moradores tradicionais naqueles territórios hoje chamados de Brasil foram reduzidos a menos de um milhão. E estes corajosos sobreviventes da máquina genocida quinhentista continuam sendo brutalizados e burlados pelas autoridades oficiais e paralelas. E enquanto a grande mídia não traz nenhuma reportagem a respeito, Indígenas estão lutando por sua sobrevivência, suas terras legais e contra a possibilidade de chacinas executadas por pistoleiros pagos por latifundiários (que segundo a ministra Kátia Abreu nem existem mais...) neste mesmo momento. Esta é uma reportagem testemunhal.
Leia na integra: Kariri-Xocó Indigenous People fight for survival and their rights (Small size version).pdf (Em Inglês)


Ministry of Injustice vs. Indigenous Peoples -
Brazil's "Rule of Law"& "Democracy"

While genocidal efforts against our First Nations are going on the (so-called) minister of Justice José Eduardo Cardozo has adopted the strategy to sit back and do strictly nothing. Entire populations that are categorized as something obsolete and in the way of "progress" have to “adjust” or “go”. Nature and peoples living in harmony with nature are sacrificed for the profit of agribusiness, mining, dams (…). Destruction and desertification full speed ahead – God Growth demands sacrificial lambs everyday! A report from the Indigenous Territory “Governador”, in eastern Amazonia.
Read the whole story: Ministry of Injustice vs. Indigenous Peoples -Brazil's "Rule of Law" & "Democracy"

Enquanto continuam os esforços genocidas contra nossas Nações Indígenas o (assim chamado) ministro de justiça José Eduardo Cardozo adotou a estratégia de cruzar os braços e fazer estritamente nada. Povos inteiros foram categorizados como algo anacrônico e uma pedra no sapato do “progresso” e devem ou “adaptar-se” ou “sumir”. A Natureza e povos que vivem em harmonia com ela estão sendo sacrificado pelos lucros do agro-negócio, das mineradoras, dos consórcios de construção de represas e hidrelétricas (...). Destruição e desertificação com todo vapor – Deus Crescimento exige sacrifícios todos os dias! Uma reportagem da Terra Indígena "Governador" no leste extremo da Amazônia.
Leia na integra: Ministry of Injustice vs. Indigenous Peoples - Brazil's "Rule of Law" & "Democracy" (Em Inglês)

The Land of the Tapuya Kariri

In a few days Brazil’s voters are going to elect the president for the next four years. But nothing substantial will change, independent of the outcome. Especially concerning the trampled human and special rights of our First Nations. They are considered by the strongest lobbies as “in the way of progress” and an “anachronistic leftover”. And therefore constantly disrespected, brutalized and massacred by all those who hold economic a/o political power in our country. This report is about a First Nation in the state of Ceará that still struggles for official recognition from Brazil’s federal Ministry of Justice. While invaders and other criminals take advantage of the chronic inertia in that ministry when it comes to (trampled) Indigenous Rights. Read the whole story: The Land of the Tapuya Kariri - A contemporary First Nation Story from Brazil

Em poucos dias os eleitores brasileiros irão escolher o presidente para os próximos quatro anos. Porém, nada substancial vai mudar, independente do resultado. Sobre tudo no que toca os pisados direitos humanos e especiais das nossas Primeiras Nações. Estes Povos Indígenas são vistos como “estorvos pro progresso” e uma “sobra anacrônica”. E por causa disto cronicamente desrespeitados, brutalizados e massacrados por todos que detêm poder econômico e/ou político no nosso país. Este relato é sobre uma Primeira Nação localizada no Estado do Ceará que ainda está lutando por seu reconhecimento oficial através do Ministério da Justiça. Isto enquanto invasores e outros criminosos aproveitam a notória inércia desse ministério quando o assunto são os (pisados) Direitos Indígenas. Leia na integra: The Land of the Tapuya Kariri - A contemporary First Nation Story from Brazil (Em Inglês)



BRAZIL NOW: Football World Cup vs. (hidden)
Indigenous Hardship

The countdown to the Football World Cup in Brazil is on. Yet, this
time I definitely am not in the mood for this millionaire’s spectacle.
For many reasons in a country rich by nature, but poor on human rights
records and respect towards Nature and its Original Peoples.
Right now, Indigenous Peoples have to fight for their cultural and
physical survival. While lethal agribusiness tirelessly
progresses deep into what once was the Amazon rainforest. Apart from
so many protection success stories delivered these days by mass media
agencies and other storytellers. Read the whole story: BRAZIL NOW –
Happy Football World Cup vs. Indigenous Hardship.pdf

A contagem regressiva pro início da Copa está zerando. Porém, eu
definitivamente não me sinto atraído por este espetáculo de e para
milionários esta vez. Por várias razões como morador num país rico por
natureza, porém, pobre em respeito aos direitos humanos e da própria
Natureza e seus Povos Originais.
Neste exato momento, muitos Povos Indígenas ao Brasil estão lutando
pela sua sobrevivência cultural e física. Isto enquanto o letal
progresso do agro-negócio avança profundamente por dentro do que era
uma vez a floresta amazônica. Em contraste gritante às estórias de
sucesso de proteção que são entregues nestes dias pelas grandes
agências e outros Pinóquios por aí. Leia na integra: BRAZIL NOW –
Happy Football World Cup vs. Indigenous Hardship.pdf
(Em Inglês)


25 und halbes Jahr Mord an Chico Mendes –
Und er ist ihnen noch immer nicht tot genug

Eine aktuelle Bestandsaufnahme (Mai 2014) aus dem brasilianischen Amazonasgebiet zeigt, was tatsächlich im Land weniger des Fussballs und Sambas, sondern der Millionärsmegaevents und der planmässigen Vernichtung von Umwelt und traditionellen Landbevölkerungen, geschieht.
Eine Realität im krassen Kontrast zu offiziellen Angaben und Papieren und meist auch „Berichten“ der grossen Medien und ihrer „Korrespondenten“.
Zum Bericht: Die endlose Ermordung Chico Mendes.pdf

Uma recente pesquisa de campo (maio de 2014) na Amazônia mostra o que realmente acontece no país menos de futebol e samba, porém, de mega-eventos por e para milionários e da planejada destruição do meio-ambiente e das populações tradicionais de florestas.
Uma realidade em contraste grave aos papeis e afirmações e números apresentados por governos e órgãos oficias e transportados como “artigos” e “reportagens” pelas agências e pela grande mídia nacional e internacional.
Leia na integra: Die endlose Ermordung Chico Mendes.pdf (Em Alemão)

 

From the US founding fathers
to Brazil's totalitarian Land Party

Soon Brazil will host the sports mega-event of the world: FIFA's
Football World Cup. A spectacle that will attract many millions all over
the world via TV. And hundreds of thousands are expected come to the
country. Yet, these people of all corners and cultures of the world will NOT see
what Brazil is meticulously hiding from world attention: its strive, led
by a totalitarian and all-destructive agribusiness-alliance of poisoning
monoculture commodities, against its 50 million (or so) people kept in
misery. Among these, the less than a million surviving Indigenous men, women and
children. Surviving, that is, against all odds and the master plan.
Read the whole story: From the US founding fathers to Brazil's
totalitarian Land Party.pdf

Em breve o Brasil sediará o maior mega-evento esportivo do mundo: A Copa
da FIFA. Um espetáculo que vai atrair muitos milhões em todo o mundo via
TV. E centenas de milhares são esperadas como visitantes.
No entanto, essas pessoas de todos os cantos e culturas do mundo não vão
ver o que Brasil está escondendo meticulosamente da atenção do mundo:
seu esforço - liderado por uma aliança totalitária e destrutivo do
agronegócio de monoculturas de commodities – em detrimento daquele
quarto do povo brasileiro mantido em pobreza que será o mais afetado da
degradação e destruição galopantes do meio-ambiente.
E entre este quarto miserável, os sobreviventes homens, mulheres e
crianças indígenas. Menos que um milhão. Que ainda sobrevivem apesar do
esforço de ter-los fora do caminho do "progresso".
Leia na integra: From the US founding fathers to Brazil's totalitarian
Land Party.pdf
(Em Inglês)

 

Vândalos? Que vândalos???

Falamos feitos papagaios e prolongamos, deste modo, uma
longa tradição de violência e discriminação pejorativa até racista.
Exatamente como o poder econômico-político do Brasil o deseja.
Leia na integra: Falamos feitos papagaios.pdf

Ever since the massive street protests in Brazil started, the mass
media and the economical-political power sphere apply diligently terms
like "vandalism". It is a continuation of a century-long and deeply
rooted tradition of disparaging and discriminating, often with a
racist undertone, "unpleasant" and oppressed groups of society.
Learn more: Falamos feitos papagaios.pdf (Written in Portuguese)




Paraguayan Amerindians under genocidal pressure

Indigenous Peoples all over South America go through hard times. That is nothing new. Rather the continuity for the last half millennium. Yet, what is going on in Paraguay is beyond imagination of people who do not live there. Read the whole story:
Paraguayan Amerindians under genocidal pressure.pdf

Os Povos Indígenas em toda América do Sul passam por tempos difíceis. Isto não é novidade alguma. Antes a continuidade de meio milênio. Porém, o que está acontecendo no Paraguai é além da imaginação das pessoas que não vivem neste país.
Leia na integra:Paraguayan Amerindians under genocidal pressure.pdf (Em Inglês)




A Caatinga – Em breve o primeiro deserto brasileiro
feito pelo homem?

Estamos em plena época de mudanças climáticas induzidas pelas
atividades humanas. Aqui, no Brasil e sobre tudo no Nordeste, as
conseqüências de manejo errado e das práticas agressivas da parte das
empresas agro-capitalistas fazem com que o Nordeste torna deserto. Com
os pequenos agricultores familiares e as comunidades tradicionais
(indígenas, quilombolas, ribeirinhas) como principais vítimas. Neste
ensaio, estudo e dossiê analisamos a desertificação e indicamos suas
raízes, suas implicações e possíveis saídas.
Leia na integra: A Caatinga – Em breve o primeiro deserto brasileiro
feito pelo homem.pdf


We have entered the global Age of Climate Change caused by human
activity. Here in Brazil, and above everything in the semi-arid
Northeastern Region, the consequences of wrong agrarian habits and the
aggressive immediate-profit oriented practices of agro-capitalist
firms are turning this vast region into a desert. The principal
victims are small farmers and their families and the traditional
subsistence communities (Amerindians, communities founded by former
run-away slaves, riverside villagers). In this essay, study and
dossier we analyze the on-going desertification and indicate its
roots, its implications and its possible way-outs.
Learn more: A Caatinga – Em breve o primeiro deserto brasileiro
feito pelo homem.pdf
(Written in Portuguese)


 

Logo: Stern